quarta-feira, 13 de maio de 2015

O PRIMO


Imagem encontrada no  google

Desde os tempos de menina, ele era sua perdição. Fazia dela um brinquedo e ela permitia, não tinha forças para resistir, pois, a cada toque do primo, gozava intensamente mesmo sendo humilhada por ele. O tempo passou, o primo foi embora e ela seguiu sua vida. Um dia, encontrou-o no centro da cidade e não era mais o jovem impiedoso de outrora, era um senhor meio careca barrigudo. Ele nem a reconheceu, só que ela nunca o esqueceu. Mas, ao vê-lo, descobriu que a obsessão por ele ficou sepultada no passado. Quando chegou a sua casa, tratou de ligar para um senhor muito simpático que encontrou no baile da terceira idade.

Finalmente, conseguiu seguir em frente.
Postar um comentário