segunda-feira, 25 de agosto de 2014

A FLOR DA PELE


Foto tirada do meu celular


Frida cansada de ficar à espera de um príncipe encantado, resolveu fechar a janela e sair do quarto.

 Começou a procurar um trabalho e a estudar. Encontrou um cara legal, mas que estava mais para sapo do que príncipe. Só que Frida aprendeu amá-lo.

Casaram-se e ele a incentivou a escrever suas histórias sobre jovens tímidas, que encontravam príncipes encantados, os quais a enchiam de joias e preenchiam todos os vazios de suas respectivas existências. Tornou-se uma famosa escritora de romances de sentimentos a flor da pele.

Apesar de continuar a fantasia do amante perfeito, amava o marido que sempre estava ao seu lado, mesmo quando bebia cerveja e assistia ao futebol na teve, ou, roncava em plena madrugada.

 Descobriu não ser necessário realizar certos desejos, que podiam permanecer imersos nos sonhos, inclusive, seriam oásis perfeitos quando o dia a dia se tornasse chato.

Postar um comentário