segunda-feira, 30 de junho de 2014

Desde menino...

Imagem tirada no  celular

A hora do encontro é também despedida a plataforma desta estação, é a vida."
Milton Nascimento e Fernando Brant

Via uma casa antiga cada vez mais exprimida pelos prédios. De relance, observava uma menina vestida de bailarina pela janela. O tempo passou e mesmo adulto sempre a via. Um dia, saltei o ônibus e fiquei a espiar a casa.

Não sei o que me levou a isso, mas coloquei a mão no portão e estava aberta. Entrei sem pensar, sentia algo me convidava. Subi a escada e entrei no recinto, onde tocava uma bela música. A menina estava lá e me disse:

- Que bom que veio para minha última apresentação. Esperei alguém chegar há tanto tempo.

Sentei no chão e a assisti dançar. Parecia que flutuava. Depois, ela me agradeceu e saiu do aposento. Fui embora e nunca mais a encontrei.

Constantemente passo pela casa antiga, mas, agora só percebo o vazio.



Postar um comentário