domingo, 3 de março de 2013

FÚRIA( conto antigo)



Imagem retirada na internet

Quando a artista plástica estava neste estado, gostava de produzir à exaustão. Um dia, moldou uma estátua, que era a sua imagem e foi dormir exaurida sem perceber o que fizera; ao amanhecer, a estátua não estava no ateliê. Guiada pelo impulso, telefonou aos seus "desafetos", para trancarem as portas e acionarem a polícia.

Postar um comentário