segunda-feira, 25 de janeiro de 2010




PERSEGUIÇÃO

Sinto sua respiração, está atrás de mim. Aperto o passo, a rua está vazia, a única testemunha do que acontece é o céu azul. Aumento ainda mais o ritmo da caminhada e quando dou por mim, o perseguidor não me caça mais. Experimento uma sensação de alívio e culpa ao se lembrar do olhar do vira-lata a procura de um dono.


Postar um comentário