segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Vamos embora


"Tenho um pouco de medo, medo ainda de me entregar pois o próximo instante é o desconhecido. O próximo instante é feito por mim?ou se faz sozinho?" Clarice Lispector
                                               

- Querido, esta festa está se arrastando. Parece que estou aqui há séculos.

- Tenho a mesma impressão. Ouço as mesmas piadas e conversas.

-Vamos embora!

- Querida, será deselegante sair cedo da festa. Além que lá fora está tão escuro e deserto.

 - Prefiro a escuridão a ficar neste lugar. Sei lá, lançar-me no abismo seria melhor.

- Talvez. Não aguento mais comer e beber, sinto-me enjoado.

 - Vamos querido, estamos aqui há muito tempo.

 - E os outros, não sentirão a nossa falta?

- Estão mergulhados em si mesmos, que nem perceberão.

 - Antes de ir, só quero dizer que te amo.

- Eu, também. 

- Querido, olha pela janela! O sol está nascendo!

- É mesmo! Parece que já tinha me esquecido desta bela cena. 

Abraçaram-se e depois saíram da festa. Mesmo se sentindo livres, tinha um pouco de medo do que encontrariam pela frente.
Postar um comentário