segunda-feira, 20 de junho de 2011




MAIS UM CRIME SEM SOLUÇÃO


 A barrotava as gavetas com seus escritos. Um dia, apareceu assassinado na cama e os papeis em branco espalhados pela casa. Não houve arrombamento.

Postar um comentário