segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

OBSCURIDADE

...observava o céu e começava a refletir sobre a face oculta da lua. De repente, alguém o olhou estranho e disse:

– Sua fisionomia mudou e, por segundos, tive a impressão de que era outro.

Quando foi dormir, sonhou que estava imerso numa escuridão morna e ouvia um zumbido, que abrandava sua alma irrequieta.

Postar um comentário