sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Olhos devoradores


Não sei o motivo, mas, meus olhos tornam-se bocas famintas e devoram tudo que encontram. 

Quando voltam ao normal, só vejo ruínas. Além, de sentir um vazio terrível. É estranho, já que, ao mesmo tempo, sinto-me empanzinado. 

Resolvi me refugiar para um lugar bem distante da civilização.

Na imensidão das dunas e do mar, meus olhos devoradores tornam-se insignificantes. 

Na solidão, encontrei a paz e o vazio-abismo adormeceu dentro de mim.

Bem, pelo menos, por enquanto...


Postar um comentário