domingo, 31 de maio de 2015

OBJETOS ( CONTO ANTIGO E RESSUSCITADO)

Imgem encontrada no google



O menino pega escondido a caneta de ouro e de estimação do pai. Ele tinha ganhado do avô do menino, quando se formou na faculdade: – Filho, você é dotô, tô orgulhoso.

O garoto corre para o quarto, começa a desenhar. Depois, vai aos aposentos da mãe. Vê uma echarpe sobre a cama. Gostava de ir à janela para que o vento a esvoaçasse. Imaginava que voava nela, como o Aladin no tapete mágico. Esta echarpe foi um presente de um antigo namorado de sua mãe, quando estava em Paris. Ela nunca deixou de amá-lo, mas gosta do marido também.

Ele brinca com carrinho de madeira, que foi feito pelo seu avô paterno; quase não o via. Não sabe o motivo de o avô não visitá-lo, só ouve comentários: – O patrão tem vergonha de sua origem...

Larga o brinquedo, vai ao quarto fechado pela mãe. Furta a chave da porta, que a mãe esconde junto com as joias. Quando entra no recinto, a primeira coisa que faz é olhar a foto da irmã morta. Era uma moça de dezoito anos. Morreu de uma hemorragia... Ninguém fala no assunto, o garoto só escuta frases soltas e murmúrios. A foto da irmã foi tirada em Petrópolis, estava com um vestido azul que a avó materna lhe deu de presente. Sobre a cama, há uma boneca loira de olhos azuis que o pai comprou para sua irmã de presente. O garoto imagina ser sua princesa, inventa histórias cheias de aventuras e que é um guerreiro que a salva das situações mais perigosas.

De repente, uma xícara se quebra. O grito da mãe o assusta e vai ver o que está acontecendo. Vê o rosto da mãe desfigurado. Ela quase bate na empregada, por quebrar a frágil relíquia. Comprou-a em um antiquário em Praga. O vendedor lhe disse que pertencera a um rei famoso de nome complicado. Mas ainda bem que não foi o uísque de doze anos do patrão, presente do embaixador inglês. O salário da empregada seria descontado até o dia de sua aposentadoria.

O pai chega, veio no carro que toda vida sonhou ter. Nunca se cansa de olhar a casa, onde vive agora. Lembra-se de que a mulher lhe diz sempre:

– Foi habitada por pessoas influentes.

A noite chega. O menino adormece com um livro nos braços. Uma antiga babá o lia para ele, quando era mais novo. Quando cresceu a mãe dispensou os seus serviços, não queria concorrência...

Ele sempre se lembra da "bá", ela sempre o protegia dos fantasmas que rodeavam os objetos da mansão centenária. 


VAZIOS( MINICONTOS ANTIGOS)

Imagem encontrada no google

I.

Formou-se em medicina, ganhará um presente bacana e terá uma festa maravilhosa depois da formatura. Não pensou, em momento algum, como poderá ser útil aos que precisam de ajuda.

 II.

Observava com o olhar perdido o quarto de bebê que nunca será habitado.

 III.

Medita na montanha e consegue não pensar em mais nada. Retorna à cidade, renovado.

 


Pela janela





Vejo os pássaros no céu e, apesar de estar na terra firme, sinto que uma parte de mim está com eles. Eles são meus olhos que não me fazem esquecer-se da imensidão do mundo, ajudando-me a não me apequenar.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

MITOS

Mito da Caverna - Ilusões
Imagem encontrada no google

“Os mitos são sonhos públicos; os sonhos são mitos privados.”


Em silêncio, no banco de trás do carro vê um outdoor a mostrar sua imagem imponente inventada por talentosos marqueteiros. Sabe que sua individualidade precisa ficar oculta para que o mito possa viver no imaginário das pessoas. As luzes da cidade não conseguem iluminar a escuridão que ele tem dentro de si. Pois quando encontra seus fãs em algum evento sente uma solidão avassaladora.

***
Em silêncio, sentado na margem de um lago, observa o escriba a escrever sobre suas glórias nas batalhas. O clã o reverencia como o guerreiro mais valente. De repente, seu cavalo se aproxima dele e o afaga. Fica feliz, o animal gosta realmente dele e não da imagem construída de herói.

***
Em silêncio, descansa um pouco da santidade. Sente-se menos solitário sozinho que rodeado por fiéis gritando seu nome.

terça-feira, 26 de maio de 2015

COMPANHIA


A sombra sempre o acompanha mesmo oculta na escuridão.


domingo, 24 de maio de 2015

O ARTISTA

Imagem encontrada no google



De repente, desenha em uma folha amassada de uma lista de compra. Não se importa com o sucesso, só quer brincar com sua imaginação, usando traços ou rabiscos. Quem é ele? Pode ser qualquer um que ande por aí, escrevendo versos em guardanapos, desenhando em paredes ou construindo castelos de areia.  Não está no pedestal, mas nas ruas a encontrar belezas imperceptíveis. 

MADRUGADA DE SEGUNDA

Imagem encontrada no google


Um som ao longe denuncia a resistência dos que odeiam a segunda-feira. Motos barulhentas cortam as ruas na maior velocidade. Cachorro late. Roncos do quarto ao lado ecoando pelo corredor. Uma parte de mim quer dormir e a outra continuar a navegar na internet. Passos na rua deserta, imaginação à flor da pele. Quem será? Vou à janela e não vejo nada.  

Talvez o solitário que caminha pela madrugada de segunda seja eu... 

sexta-feira, 22 de maio de 2015

MACHISTA

Pequenas atitudes revelam a postura machista de uma mulher, como julgar alguém pelo que ela veste
Crédito da imagem: Lumi Mae/UOL



Lucinda sempre achava as mulheres eram culpadas de tudo.  Quando seu marido agarrou a vizinha, culpou-a. Já aos homens, considerava-os com respeito e que deveriam ter pulso forte, quando as mulheres desrespeitassem suas autoridades.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

MASCARAMENTO

Imagem encontrada no google


Laura sempre desconfiou que a personagem do romance do ex-namorado fosse inspirada nela. Na verdade, não nela, mas na imagem que ele tinha dela. Logo, na história, quando o namorado enforcou a protagonista por ciúmes, ela se sentiu sufocada, mas, ao termino do livro, ficou aliviada por ser a personagem o alvo da ira do ex-namorado. Amigos falaram que o livro só era ficção, porém ela acreditava que toda ficção mascarava de certa forma a realidade.

terça-feira, 19 de maio de 2015

ESPECIAL E PROFUNDO IV



- Sou a Deusa que você deseja copiar! Para os que me invejam uma excelente viagem a Paris!!
***

" Mais uma obra transgressora de EOF. O artista almeja brincar ao fazer traços tão primários e até minimalistas com a finalidade de mostrar como estamos nos reduzindo, para nos transformar em objetos de consumo, desejo e inveja. Não se procura mais amigos verdadeiros e sim seguidores nas redes sociais. A fama pela fama está em voga e este fato proporciona a metamorfose do indivíduo em uma mercadoria invejável, provocando o recalque nos outros. EOF mexe com a sociedade, utilizando um deboche minimalista e contundente."( Análise de Kassandra Britney Jerusa Emanuelle, Antropóloga e Doutora em Cultura Contemporânea)

***
http://dudv-descarrego.blogspot.com.br/2015/04/especial-e-profundo-iii.html

segunda-feira, 18 de maio de 2015

REVIDE


"Pois é, vejo-a neste instante no outdoor, parece a Deusa da beleza. Mas, conheci o outro lado de você, frágil e tímida. A gente na escola te chamava por vários nomes feios. Agora, está aí com este sorriso triunfante, principalmente, ao me ver derrotado pela vida e machucado por ter caído do precipício dos meus sonhos gigantes. VACA!"

Riu com certa amargura e se deixou levar pelas obrigações do cotidiano. Assim, enterrava sua inveja nas profundezas de seu ser.

domingo, 17 de maio de 2015

VERDADEIRA IDENTIDADE





Completamente perdido olha para o chão e só ouve os próprios passos. De repente, encontra uma poça d’água e vê o reflexo do céu. Então, lembra-se de sua origem. Fica alegre e triste ao mesmo tempo. 

quinta-feira, 14 de maio de 2015

EPIFANIA



" O que é verdadeiramente imoral é ter disistido de si mesmo" Clarisse Lispector


De repente, algo faz com que sonhos adormecidos acordem, revivendo um passado esquecido. Não sei se a dona da citação seja realmente Clarice Lispector, já que ClariSSe Lispector é outro nome e pessoa. Entretanto, tirando a questão autoral, a citação não deixa de ter valor, pois através dela olhei as profundezas da minha essência e me alcancei, depois de muitos anos perdido em mim.  

quarta-feira, 13 de maio de 2015

O PRIMO


Imagem encontrada no  google

Desde os tempos de menina, ele era sua perdição. Fazia dela um brinquedo e ela permitia, não tinha forças para resistir, pois, a cada toque do primo, gozava intensamente mesmo sendo humilhada por ele. O tempo passou, o primo foi embora e ela seguiu sua vida. Um dia, encontrou-o no centro da cidade e não era mais o jovem impiedoso de outrora, era um senhor meio careca barrigudo. Ele nem a reconheceu, só que ela nunca o esqueceu. Mas, ao vê-lo, descobriu que a obsessão por ele ficou sepultada no passado. Quando chegou a sua casa, tratou de ligar para um senhor muito simpático que encontrou no baile da terceira idade.

Finalmente, conseguiu seguir em frente.

CÍRCULO FECHADO( mini antigo)


Matisse

Desde meninas amigas-rivais-amantes digladiavam entre si, porém quando a disputa terminava, não havia ressentimentos. Escolhiam um dia da semana para se reunirem. Bebiam vinho e se acariciavam noite adentro. Com o passar dos anos, desapareceram num passe de mágica. Maridos e filhos ficaram atordoados com o sumiço de suas respectivas esposas e mães. 

terça-feira, 12 de maio de 2015

VERDADEIRO

            




Havia um cálice de ouro e uma cumbuca de barro. Um agiu com impulso e pegou a primeira. O outro usou a cabeça, escolhendo a segunda. O primeiro foi salvo e o segundo pereceu, pois o teste era para testar a sinceridade das ações.

sábado, 9 de maio de 2015

O Corpo...


Imagem encontrada no google



Boiando na piscina do prédio continuou na cabeça de Carlinhos. No início, ele ficou com raiva do corpo, porque a piscina ficou interditada e não podia mergulhar com os amigos. Mas, o ódio persistiu, o corpo lhe revelava algo. Sentiu que perdeu sua coragem indômita e culpava o corpo por isso. 

quinta-feira, 7 de maio de 2015

LITERAL

Imagem encontrada no google

Em um ônibus qualquer...

- Estou puta da vida!

- Está cobrando quanto?

- Está maluco, sou honesta.

- Sei disso, mas no momento está puta.

- Puta pode ser brava e não só a que gosta de dar para todo mundo.

- Desculpa...

- Tudo bem... Cacete! Estou atrasada, meu chefe vai me matar.

- Chama a polícia!

- É maneira de falar.

- Sim, claro. Acho que já estou chegando. Será que Iracema está me esperando?

- A dos lábios de mel?

- Você a conhece? Tem lábios de mel, mesmo? Adoro mel!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Nuvens ocultam a lua...



O beijo roubado não é visto, mas sentido.  A lua aparece, agem como se nada tivesse acontecido. Mas, a lembrança e o gosto do beijo roubado continuam neles. As nuvens escondem novamente a lua. Ouvem passos na mata e alguém a gritar por seus nomes.

domingo, 3 de maio de 2015

Dona Aline

Imagem encontrada no google



Desde nova, preocupava-se tanto com a vida dos outros que nunca se percebeu abandonada pela família. Completamente só, bastava-se saber de tudo que acontecia com os vizinhos. Um dia, uma vizinha lhe disse que encontrou seu marido com outra mulher e almoçavam felizes com os filhos de Dona Aline. Ela entrou em casa e ao se olhar no espelho viu seu rosto carcomido pelo tempo e um vazio brutal se apoderou dela. Desperdiçou tantos anos...

Deitou-se e desejou morrer.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

ÚLTIMA DANÇA



Rudolf Nureyev (1938 - 1993) - Um dos grandes bailarinos de todos os tempos.


"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música." Friedrich Nietzsche

Todos clamavam por sangue. Desejavam que "os soldados do demônio" fossem executados. Quando o algoz perguntou qual o último desejo de um jovem acorrentado, ele disse que queria dançar pela última vez. Foi sua apresentação mais bela e os que clamavam por destruição se emocionaram.  Morreu feliz, viu que ainda havia esperança para a humanidade.