quarta-feira, 30 de maio de 2012






TURBILHÃO

Quando o marido morreu sentiu tristeza, alegria, gozo, dor, remorso, saudade, ira, medo, ansiedade...

O marido não foi mau, pelo contrário, um bom homem. Ela gostava da sua companhia, mas queria experimentar outras sensações. Ao mesmo tempo, sentia-se bem com a proteção dele.

 Em alguns momentos tinha ódio do marido ser tão bondoso e ela, cheia de defeitos. “ Meu amor, por que se foi?”. “ Sou má.”. “E agora?”. Receberá uma boa pensão, entretanto temia o desconhecido. Imaginou um amante, este pensamento lhe provocou pavor e frisson.

Ria e chorava. Acharam-na histérica. De repente, jogou-se na vala onde estava o caixão e segundos depois pediu socorro. 

Desejava morrer e viver.

terça-feira, 29 de maio de 2012

CONTO ANTIGO



Imagem encontrada no google

"TINHA TUDO, POR QUÊ?"

Sérgio se perguntava sentado no banco do ônibus. Estava indo para o apartamento da patroa de sua mãe. 

  – Oi, mãe.
  – Oi, está bem?
   – Estou.  Eles viajaram?
    –Sim. Precisavam descansar um pouco. Foi muito traumático para eles.
     – Onde estão as coisas?
     – No quarto de Paulo. Sabe onde é?
    – Sei. Vim algumas vezes aqui, quando criança.

O quarto era bacana; uma cama grande, uns quadros com pinturas abstratas, uma prancha de surfe encostada num canto e um painel na parede com muitas fotos. 

“ Ele tinha tudo.  Por quê?”.

Percebeu que no canto do painel, bem escondido, havia uma foto. Era Pedro quando criança, com um grupo de meninos.  

Começou a rir, quando viu que estava na foto. Só aparecia a metade do seu corpo.
Pegou as roupas e os livros. Estava fazendo pré-vestibular. Depois de colocar tudo na mochila, foi se despedir da mãe. 

Estava um pouco atrasado para o cursinho.

“Ele tinha tudo, por quê?”. Não conseguia tirar essa pergunta da cabeça.


domingo, 27 de maio de 2012

POST DELETADO


Confesso que quero ter um Iphone, mas ao pensar que alguém pode me roubar sem eu nem ter acabado de pagar as prestações, dá-me um desânimo. Poxa vida, endividar-me para estar atualizado com os aparelhos de última geração e simplesmente perdê-los. Para que tudo isso? Parece que vivemos em um castelo de ilusão, onde nada é nosso de verdade. Vive-se a prestações.

Será que não sou dono de mim e quando nasci já tinha dívidas  à  espera? Devo estar paranoico ou assistindo muito filme de teoria da conspiração. Coisa doida. Sinto-me uma pecinha de uma engrenagem. Nem sei se meus pensamentos são próprios. Sempre acho que há fios invisíveis me controlando: sou marionete. De onde tiro estas coisas? Tudo bem, assisti Matrix, mas só o primeiro. Não sou fã da série.

Uma vez escrevi um conto de uma pecinha de quebra-cabeça defeituosa que não se encaixa em nada e some por aí. Pelo menos, ela é dona da sua vida. E a gente?  Já nascemos para pagar as dívidas dos nossos antepassados?

Por outro lado, estou muito pessimista. Não quero ser assim. Viver é tão bom. Sentir o vento no rosto e observar uma flor. Algumas vezes, acho que estou comprando ideias de intelectuais pessimistas sobre o mundo. Quero ser tão independente e repito, que nem papagaio, teorias de pensadores deprimidos e enjoados do estômago.

Caralho! Não quero isso pra mim. Preciso buscar minhas ideias. Viver é bacana sim!! Adoro curtir as pequenas coisas! AMO comer brigadeiro!!!


QUERO SER AUTÊNTICO!!!!!!!!!!!!!

Domingo, preciso dormir. Mais um post deletado.

Para viajar por sonhos delicados...




sábado, 26 de maio de 2012

PROCURA-SE SONO

DESAPARECEU NUMA CERTA MADRUGADA...
FRAGMENTO AO VENTO

 Estou apertando muito o botãozinho do foda-se, mas tudo tem um preço. A conta sempre vem. Não posso me esconder, tenho que pagar sem reclamar. Sou adulto e consciente dos meus atos. Estou esperando a campainha tocar, sei que a conta está chegando...

POST DELETADO




Espalho meus erros por ai e sou um caos ambulante. Quero sumir, alguém tem um buraco negro portátil para me doar? Ouço a mesma música por horas. Dana-se! Escreverei sem parágrafos; o texto sairá confuso. Será mais um post deletado mesmo. Quem se importa? Ainda bem que não é crime abortar pensamentos, ideias e sonhos, senão eu iria em cana. Quero fazer uma ONG para me ajudar. Quem sabe, posso até escrever livros. Tudo bem... ninguém me ajudará e me acharão um sem noção. Mas, como já disse este post será deletado, logo, posso jogar merda à vontade como o macaco tião fazia no zoológico, lembram-se dele? Outro dia, tive a ideia de escrever um livro juntando textos apagados e abortados. Com certeza seria um fracasso editorial. Acho que algumas pessoas têm razão, sou insano que corre pelado contra os carros da rua. Porém, tenho certeza que uma princesa montada num elefante alado me salvará. Pronto, estou vazio e a caganeira passou. Fico por aqui.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Crédito da imagem: http://www.maryjaneansell.co.uk/portfolio.php?portfolio_page=7


Minha querida desconhecida...

Não me leve a mal, mas leia nua esta carta para sentir melhor minhas palavras. Elas não vêm do pensamento e sim através da minha alma.

Vejo-a por ai e a sigo por todos os cantos, desejando me revelar a você. Sempre tive breves obsessões, mas você está permanecendo. 

Tenho a impressão que já a conheço há muitos anos e, às vezes, vejo-a refletida no espelho. 

Resolvi escrever lhe esta carta para ter tempo de me compreender. A velocidade do mundo hoje em dia assusta muito, não acha?

Quer tomar um café?

Telefone...

E-mail... 

Redes sociais...

***
Quando ela chegou a sua casa, encontrou um pombo-correio na janela.



quarta-feira, 23 de maio de 2012

LEITURA 

 Sempre adormecia com um livro e quando acordava achava estranho que ao ler as páginas, já sabia o que aconteceria. As recordações vinham através de uma névoa.



portfolio


Above and Below I


LEITURA II

Os que a conheciam imaginavam que ela fugia da realidade através dos livros. Pelo contrário, através da leitura a realidade ficava mais nítida para ela. Às vezes, queria não ler para se sentir mais leve. Mas, mesmo com o gosto amargo da maçã, prefere conhecer. 







segunda-feira, 21 de maio de 2012

POST DELETADO


OUTRA VEZ O SONHO

Sou uma gelatina cósmica e translucida. 

Vago no universo. 

Sei que estou me repetindo. Mas é um sonho recorrente. 

Atravesso a imensidão e o silêncio não é angustiante, pelo contrário, uma bela melodia. 

Sempre quis ser amorfo. 

No universo, as explosões são sem estrondos: caos quieto. Curioso experimentar o vácuo das palavras e sentir por osmose outras realidades. 

De repente ouço despertador, preciso me despedir do sonho. Porém a gelatina cósmica e translúcida continua em mim.


Imagem encontrada na internet


- SOCORRO!!!


GENTE, ME ADUDEM. NÃO ESTOU ATUANDO. SERÁ QUE NÃO PERCEBEM NADA? ESTOU PRESO NESSA PEÇA INFERNAL. QUERO VIVER NOVAMENTE, NÃO MAIS FINGIR. SEUS ROSTOS PARECEM ABISMOS. QUERO VOLTAR PARA CASA. 


***
Exausto, desaba no palco. A plateia o aplaude de pé e ele se levanta triste. Está preso nessa peça há séculos.

domingo, 20 de maio de 2012

sábado, 19 de maio de 2012


Computador é prejudicial ao sono
Imagem encontrada no google

QUEM É VOCÊ?

Por que acha que tem o direto de exorcizar seus monstros através do seu blog e vídeos? Se sofre angústias profundas, coloca num diário. Mas, não publica. Ninguém precisa ser atormentado por seus monstros internos. 

Você prejudica, quando lança seus caos na rede, maculando pessoas de bem. Desejo tanto nunca mais visitar seu blog, mas não consigo. Fico atraído por suas sandices. Outro dia, meu filho disse que meus olhos estavam diferentes, fui ao espelho e percebi também. Vejo diferente, estou me tornando outro: você. 

Viu como é nocivo? Quero descobrir onde mora para te matar. Alguém tem que fazer você parar. Não pode jogar merdas radioativas nas cabeças das pessoas impunemente. Se acha “o artista marginal e incompreendido”, porém é um idiota. 

Por que não produz algo belo? Vai ajudar as pessoas, ao invés de atormentá-las com suas criações estranhas. Outra coisa, por que apaga meus comentários? É um ditador de merda! Quero ajuda-lo a encontrar a verdade. Minhas palavras podem acalmar seu espírito atormentado. Não sabe, mas está mergulhado nas trevas, rapaz. Precisa de luz.

Bem... Preciso me desconectar. Viver o mundo. Por que não faz o mesmo? Quem sabe podemos nos encontrar por ai e tomar um café. 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

POST DELETADO

Cometerei uma loucura! Não aguento mais viver num mundo de pessoas chatas. Quero liberdade. Enfrentarei o mar revolto. Cavalgarei montado na égua-loucura. Não quero ser mais coerente, quero viver meu caos silencioso. Estou de ressaca hoje e vou escrever direto no blog sem revisar. Esse post é para mim, um segredo só meu. Estou mordido de inveja das pessoas perfeitas, sou tão defeituoso. Erro toda hora, mas ninguém me trocará na loja, não sou uma peça defeituosa, sou ser humano. NÃO SEREI JOGADO NO LIXO. Um leão está deitado na minha cama, o abusado. Sou mais um na multidão querendo ser alguém na vida. Patético! Olho-me no espelho e falo que sou gostoso e inteligente, isso me faz bem. Dana-se os erros ortográficos! Quero diluir os tempos verbais, estou no passado-presente-futuro. Sou quimera expulsa do paraíso. Comi torta de maça e minha glicose está alta. Já está tarde... Vou dormir mmldçmwlqçdmlwqçmflçqmçllllllllllll
Imagem encontrada na internet



DESEJO VORAZ


 Foi comprar leite condensado, estava desesperado por um brigadeiro. Não percebeu que era tarde, o desejo falava mais forte. Quando carregava a lata pela rua deserta, um carro parou na sua frente de repente. Ele se assustou e começou a correr. Mas, não conseguiu fugir. Um homem forte saiu do carro e disse: “ Me dá a lata de leite condensado.”. Mas, não a entregou e com velocidade de um felino, chicoteou o outro com saco plástico, usando a lata como peso. Em seguida, correu. Chegou a sua casa muito cansado e adormeceu sem fazer o brigadeiro.

terça-feira, 15 de maio de 2012


-ALÔ...

 Amiga, eu te amo porra. Para de babaquice de amiguinhos para sempre. Sei que me quer como eu a você. Você foge de mim, arranjando babacas que só te sacaneiam. O que quer? Aparecer morta num beco escuro? Por que não me deixa eu te salvar. Não me subestime. Pare de fugir, sabe que não estou brincando. Vamos falar sério. Foda-se se está com alguém, manda ele ir embora. Você sabe que é minha. Lembra-se das nossas brincadeiras quando éramos crianças? Sei que se lembra... Deixa ser o homem da sua vida. Espera! Não desliga! Larga esse otário, posso ir ai e expulsá-lo. Por favor! Me leva a sério, não me mande tomar remédio e depois dormir. Vamos ficar abraçadinhos soltando pum embaixo do edredom. Não desliga! Não desliga! Não desliga!...




Oi!

 Adoro seus textos, me identifico bastante. Infelizmente, não poderei mais comentar seus posts. É que farei uma viagem sem volta. Viver está muito pesado. Adeus! 

*** 

- Poxa vida! Minha única leitora...

segunda-feira, 14 de maio de 2012




Imagem encontrada no google



ESTOU FODIDO 

 Estava com a faca para cortar o pão e meu amigo passou atrás de mim para pegar algo na mesa. Levei um susto e perfurei seu coração.

conto antigo 2009


Empty Room by Edward Hopper




TRÉGUA

 Sua memória guardava tantas quinquilharias, que se sentia sufocado num cubículo, onde se transbordava imagens e informações. Quando dormia, viajava para um aposento vazio e iluminado pelo sol. Ficava quieto no recinto até chegar a hora de acordar.



LUTO

 Um dia fui ao seu blog e dei de cara com a página não encontrada. Por que fez isso de repente sem explicação? 


Não havia nenhum contato e fiquei perdido. Desapareceu num passe de mágica. Senti como se algo em mim tivesse morrido, o que escrevia me traduzia. Estou vazio, faminto por sentido.

   -Por onde anda moça dos textos intensos e tristes? Se por acaso tiver lendo este primeiro post, entre em contato. 

Fiz o blog para dar sinal de fumaça. Espero notícias...

sábado, 12 de maio de 2012




Giorgio De Chirico



PARTÍCULA 

Ninguém acredita, mas sou um planeta. Posso escutar cada ruído de todos os meus habitantes. Quando morrer, todos perecerão. Queria tanto protegê-los, mas sou apenas uma partícula no universo.

sexta-feira, 11 de maio de 2012




Edward Hopper


“SEM QUERER”

 Esquecia-se em qualquer lugar e sempre tinha alguém que o encontrava, devolvendo-o para si. Ficava sinceramente agradecido, mas depois se perdia novamente “ sem querer”.

quinta-feira, 10 de maio de 2012


Quadro de René Magritte




PARA: amigoimaginario@ggmail.com 

Assunto: Querido amigo... 


 Por onde anda? Há mais de vinte anos que a gente não se vê. Envio e-mail para você e todos retornam. Tenho saudade das longas conversar que tínhamos. Era o único que entendia minhas ideias... 

 Continuo vagando por ai, uma vez um menino da rua me chamou de zumbi. Achei graça. Ninguém entendia nossa relação. Sinto-me incompleto, apesar de anos de terapia. Quero você, meu amigo. Estou cansado de tudo. Olho as pessoas andando pela rua à espera de encontrá-lo. Sempre estou no meu canto, não consigo encontrar nada de interessante nas outras pessoas. Brincávamos de tudo se lembre? Eu conhecia cada centímetro do meu corpo e você também, o meu. 

Por onde anda? Mudarei a senha do meu e-mail, tenho a certeza que estão vasculhando minhas coisas. Outro dia, vi minha mulher no computador. Perguntei o que estava fazendo e ela me respondeu que tinha certas desconfianças ao meu respeito. Está doida, mas ela começou a ficar assim, quando começou a ter um caso com meu terapeuta. Ele tem uma fixação de me tornar normal. 


 Estou rodeado por loucos, você era o único são e que me salvava da loucura. Quero sentir seu abraço novamente. A gente nem precisava se falar. Conversávamos em silêncio. Já está tarde. Preciso dormir, senão passarei mal de sonho no trabalho.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

terça-feira, 8 de maio de 2012




FRAGMENTO OCEÂNICO

 Às vezes, quando não penso e só vivo o momento, fico misterioso. Transformo-me em coisa. Sinto-me mais perto do divino, como estivesse integrado nele.

domingo, 6 de maio de 2012

De repente, surge o desejo de reescrever um projeto morto de fazer um livro. Mesmo com o fedor ao abrir o arquivo, persistirei.



Edward Hopper 1882-1967, New York Interior, ca. 1921.


REALIDADES PARALELAS 

 Navegando na internet vejo um quadro de uma moça num quarto. No fundo do ambiente, havia um pequeno quadro. Olhei fixamente e percebi que o rosto era o meu.

sábado, 5 de maio de 2012




Imagem encontrada no google


REVELADA

 Carrega compras pesadas e um rapaz lhe ajuda. Tem medo, não o conhece. Depois que coloca os pacotes no carro, ele diz: “ Adoro ler seu blog” e desaparece de repente, deixando-a confusa.

quinta-feira, 3 de maio de 2012


Imagem encontrada na  internet


DOIS EXTREMOS 

 Estou dividido entre a criança e o velho. Não existe o jovem em mim, portanto não tenho o meio, só a extremidade do início e o fim. Às vezes, sou sonhador e quero viajar com as bolhas de sabão para um mundo encantado. Do outro, estou cansado de viver e desejo sossego. A criança e o velho vivem uma relação de amor e ódio. Já eu, sou um mero observador. Mas, às vezes, sinto falta do meio, por onde anda? Deve está hibernando em algum lugar.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

terça-feira, 1 de maio de 2012



O Nascimento do Mundo, de Salvador Dali




TWEET

 Droga! Estou virando ovo de novo. Quero seguir em frente com minhas perdas e ganhos.

conto antigo


Crédito da imagem: Edward-Hopper-Marshalls-House-1932-.jpg

 LABIRINTO 

 A casa vive em mim, posso sentir ainda o calor, o aroma dos que habitaram nela. Inclusive, ouço os barulhos de arrumação, as conversas, gritos das crianças e o alvoroço dos cachorros da rua. Vou levá-la para sempre comigo, mas, agora, preciso ir embora. Tenho que construir outros labirintos de lembranças. Entretanto, em todas minhas outras vidas, ela estará comigo guardando o que fui um dia.

CONTO ANTIGO


Este é um texto antigo. Fiz uma revisão, porque a primeira versão estava ruim. Não sei se esta está melhor, mas a busca da forma é tentar tentar tentar até acertar.

Imagem encontrada na internet

INICIAÇÃO

Quando ela disse que não o queria mais, Ronaldo ficou desesperado. Não podia imaginar, viver sem a primeira moça que quis trepar com ele.

Todo dia, depois do colégio, iam para casa de Ronaldo, Os pais dele trabalhavam fora. Primeiro foram os beijos desencontrados, esquentavam a cada encontro. A língua e os lábios começavam a ficar maleáveis, proporcionando mais prazer aos dois. Com o tempo, compraram algumas revistas e livros, que mostravam os vários tipos de beijos e toques que potencializavam ainda mais o prazer.

No período de um ano, as vergonhas foram vencidas. Primeiro foi ela, que quis pegar no seu pau e chupá-lo, tinha curiosidade de sentir a textura e o gosto de um pênis. Mas, sentiu um pouco de nojo por causa do odor. Teve a ideia de chamar Paulo para tomar banho. Um lavou o sexo do outro no chuveiro, trocando carícias. Foram para cama. Pegou com força o pau de Ronaldo, que disse para ir devagar. A cada dia que passava, aprendia a chupar o membro do namorado. Ficou surpresa com a descoberta de que  tinha prazer chupando um pau. 

Ronaldo quando viu a vagina dela pela primeira vez, pensou imaginou-se estar desbravando uma mata intocada e úmida. Percebeu que para a vagina se entregar, precisava ser paciente. Lambia os seios da namorada como um bebê faminto. O prazer se transformava numa obsessão para ele. 

Ela esfriou, disse que desejava conhecer outras pessoas e estudar para passar numa boa faculdade. Quando terminou o namoro, Ronaldo teve depressão. Estava fixado no corpo dela. 

Levou algum tempo na recuperação do fora que levara. Passado alguns anos, Ronaldo teve outras aventuras e casos. Transformou-se num amante arrebatador e solitário.